Reprodução: Prefeitura de Praia Grande

Com a saída do nada saudoso governador Geraldo Alckmin, assumiu no seu lugar, seu vice, o atual governador do Estado de São Paulo, Márcio França (PSB).

Com a segurança totalmente ineficiente, o atual governador assinou na sexta-feira (8) o Projeto de Lei 1.379/15, que torna permanente a chamada Operação Verão. Na prática, significa que o contingente extra de policiais e viaturas que desce a Serra para garantir a segurança de moradores e turistas de dezembro até o Carnaval também deverá ser enviado à Região Metropolitana da Baixada Santista em outras épocas do ano.

A partir da próxima semana, a Secretaria Estadual da Segurança Pública inicia preparativos para estabelecer critérios de cumprimento da nova lei.

A medida contempla além de Praia Grande, as cidades de Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Santos e São Vicente. O governador atende, assim, um antigo pleito da região.

“A Baixada deixou de receber turistas apenas no verão desde que foi aberta a segunda pista da Rodovia dos Imigrantes, facilitando o acesso ao Litoral. Por isso, se faz necessário o reforço permanente de policiamento. Espero que a decisão reflita também na economia, gerando mais empregos com o turismo”, comenta França.

O Artigo 2º do projeto determina que os policiais que farão parte do contingente enviado poderão ser alterados ou substituídos, mas desde que a quantidade não seja reduzida.

Além dos policiais, deverão ser enviados à Baixada Santista veículos, armamentos e outros itens indispensáveis para a atuação das equipes.

Crescimento populacional

Além da insegurança absurda, outro fator importante que pesou na decisão do governador Márcio França foi o crescimento populacional observado nas nove cidades da região nos últimos anos.

Segundo projeções da Agência Metropolitana (Agem), a Baixada Santista deverá contar com mais de 2 milhões de habitantes em 2020. Hoje, a região tem cerca de 1,9 milhão de moradores.

Durante o verão 2017/2018, a região recebeu o reforço de 2.954 policiais militares, dos quais 339 da Polícia Militar Rodoviária, e 200 veículos da Polícia Militar durante a Operação Verão. Foram 250 policiais militares e 1.649 policiais civis a mais do que no ano anterior.

Na temporada passada, que foi 20 de dezembro a 16 de fevereiro, registraram-se 275 presos em flagrante, 90 procurados pela Justiça recapturados, 33 menores apreendidos e o desmantelados esquemas de tráfico que somavam 2.369 toneladas de drogas e 66 armas.

Publicado em Policial