Golpistas são presos em Praia Grande por criar empregos falsos

0
740

Foi presa quadrilha que anunciava falsas vagas de emprego nessa segunda-feira em Praia Grande por policiais civis do Distrito Federal durante a operação Fake Job – realizada pela Coordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, à Ordem Tributária e a Fraudes (CORF) –, a quadrilha de estelionatários anunciava empregos falsos em todo o Brasil, tinha sede fixa na Rua Capitão Fritz Rogner, no Caiçara, com a empresa Grupo Líder Portaria, os golpistas presos, sob coordenação de Renan Romero Dias, de 31 anos, anunciavam vagas de emprego para porteiros tendo como pré-requisito apenas um curso on-line no valor de R$ 150,00.

Após o pagamento, as vítimas descobriam que tinham caído em um golpe, pois jamais foram procuradas para preencher as vagas. Em abril deste ano, investigadores da Delegacia Seccional de São Bernardo do Campo estiveram em Praia Grande e averiguaram a empresa. Naquela ocasião, voltaram para o Grande ABC com cinco computadores e diversos panfletos apreendidos.

Published in Policial